Oi,meninas. Desculpem pela sumida, mas agora, finalmente, estou com um tempinho livre. 
   Vocês tem acompanhado que as fashionistas têm ficado grávidas? É um babyboom fashionista. Não sou boa de fazer contas (oi, humanas), mas confesso que tenho ódio mortal quando as mulheres ficam grávidas e param de contar as coisas em meses. Tudo vira semanas!!!! Vocês tem que pensar nas pobres mortais que não sabem contar e ficam parando para analisar quantos meses a mãe está de gravidez,hahaha.
   Reclamações à parte, vamos conferir algumas inspirações e dicas para se vestir nesse período único? Não sou mãe, tampouco, tenho vontade de seguir nessa carreira (não agora), mas sempre penso que não serei daquelas mulheres que abandona todo lado fashion cultivado ao longo dos anos para ficar largadona. Já não sou largadona (normcore) atualmente, imagem quando (se) eu for mãe.

Dicas

  • Mostre o pescoço e o colo: durante a gravidez os seios aumentam (eu já tenho peito,hahaha, quero ver as pessoas me visualizando no street view)  e essa região costuma ficar linda. Abuse dos decotes em V que não sejam profundos (ninguém quer ver uma mãe biscate). Esse decote vai alongar e chamar a atenção das pessoas para essa parte do seu corpo. Aproveite para ousar nos penteados presos que além de deixarem a região do colo a mostra, te ajudam no calorão e nos dias mais inconvenientes como os de inchaço e enjoos. Coque no cabelo é bem vindo, penteados com franjas. Tudo que chame atenção para cima;


  • Abuse dos Acessórios:  Eles tem o poder de dar mil faces à mesma roupa. Aproveite para investir em brincos, pulseiras, colares, lenços e sapatos. Eles dão personalidade e multiplicam as possibilidades de looks. Mas cuidado com as bolsas. Não é interessante usar bolsa grande, pois seu corpo já tem um volume ali na barriga, usar uma bolsa grandona, só vai causar um visual mais poluído. Opte por bolsas médias e de alças grandes. Nesta fase, aposente as bolsas de alças transversais porque elas “aumentam” a região da barriga;


  • Vestidos: Seja para o trabalho, festas ou dia a dia, tenha sempre vestidos no seu armário. Como seus seios, normalmente, aumentam, então opte por vestidos cuja alça seja mais grossa;


  • Caftãs ou Túnicas: Outra boa saída e que valoriza demais uma gestante, são os caftãs. São bem soltinhos e ficam bem com um cinto fininho logo abaixo dos seios e até mesmo sem cinto. É uma maneira muito mais estilosa que o camisetão, não acham? Sem falar das batas;


  • Calça Saruel: Para quem curte, é uma calça que fica muito bem nas grávidas, além de proporcionar conforto. Escolha cores neutras e combine com sapatilhas. Outras opções bonitas e confortáveis são as leggings e os macacões. #Adoro.


  • Rasterinhas e Sapatilhas: Tenho uma cliente que não incha na gravidez. Ela usa todo tipo de sapato. Eu, ao contrário, já incho desde em um dia muito quente até quando estou para entrar naqueles dias (SundayBloddySunday). Aproveite que o mercado está repleto de modelos com apliques, pedrarias, spikes, lantejoulas, enfim, não faltam opções para looks casuais e chiques. Quanto às rasteirinhas, evite as gladiadoras no final da gestação pois os pés e pernas incham e o visual não fica bonito. Quando precisar usar salto, nada de salto agulha ou alto demais que além de não dar segurança, dão varizes. A não ser que você seja a Victória Beckham. Aposte sempre nos saltos mais grossos. Cuidado com os tombos;

   Vamos às fotografias!!!! Depois comento os itens a serem evitados.


















Evite


  • Não use roupas apertadas e nem largas demais: Encontre um equilíbrio. Uma boa saída é marcar a “cintura” (falo isso para grávidas e não grávidas e vou repetir o resto da vida) porque quando você usa tudo folgado demais, deixa silhueta mais redonda (essa dica vale para gordinhas). O ideal é escolher peças com um caimento que acompanhe a silhueta, sem grudar na pele, dando preferência para as malhas pois são tecidos que esticam. Os cintos fininhos são delicados e vão te deixar mais acinturada. Aposte em uma única peça justa e que tenha o final no quadril. Além de alongar o corpo, equilibra o visual, que pode ser um colete, um blazer ou uma jaqueta;


  • Não deixe de ser você: Você não tem que usar roupas que nunca usaria se não estivesse grávida. Procure opções de looks dentro do seu estilo. Lembre-se: você apenas engravidou, não deixou de ser quem é. Não está doente e nem uma mendiga. O mais importante é que você e as pessoas te reconheçam nas roupas que vai usar;


  • Compre roupas aos poucos: o corpo de grávida muda muito rápido, por isso, as compras devem ser feitas aos poucos. Além de tentar aproveitar peças do próprio guarda-roupa, a dica é continuar comprando nas lojas que você mais gosta. Dá para buscar por peças que funcionam nesse momento da vida sem perder o estilo próprio, mas eu aconselho que você compre pelo menos uma calça jeans largona ( aquelas que chamam de Mom Jeans) e, por favor, não dê uma de Phoebie, do Friends ao comprar uma calça de papai-noel.


  • Controle a obsessão de querer mostrar a barriga o tempo todo: Eu sei que a sua barriga é o seu grande orgulho e sei que é a única fase em que ter barriga é bonito, mas não exagere. Nem sempre será adequado expor a sua barriga. Depois, você tem que lembrar que pouquíssimas pessoas além de você, estão vivendo intensamente essa sua fase. Para o resto do planeta, a vida segue normal e assim como as pessoas precisam respeitar sua nova fase, você também precisa respeitar e se encaixar na realidade delas, que não mudou. Como já foi dito várias vezes: equilíbrio. Sem dar uma de B. on C e usar enchimento de barriga,rsrrsr.

Gostaram?
Beijos de salto, Rafa.






   Oi,meninas. Estou apaixonada por esse outfit (look). Bem a minha cara; bem boho. Vocês sabem o que significa estilo boho???
   O termo teve origem da mistura das palavras Bohemian + SoHo (bairro descolado de New York), em meados dos anos 60. Esse tipo de estilo mistura o estilo hippie, bem característico dos anos 60, com artigos comprados em boutiques e lojas vintages.
   Para compor o visual boho, algumas peças são lembradas, tais como vestidos fluídos, saias longas, túnicas, batas, calças boca-de-sino e shorts com cintura alta.
   Misture com acessórios de couro, miçangas, anéis grandes(vários anéis) e cintos largos não podem faltar. Detalhes com frangas, crochê, penas e pedras também são bem vindos ao look, mas sempre coordenando as peças compradas em feirinhas, com aquelas adquiridas em lojas sofisticadas e/ou boutiques.
   Gosto de misturar com acessórios da cor caramelo (doce de leite), sandálias gladiadoras (rasteiras), um nózinho na camisa (como a foto acima)...enfim, pode parecer um estilo mais largado, despojado. Entretanto, tanta simplicidade é friamente calculada para parecer assim: natural e livre! Uma das fontes de inspiração inesgotável para looks desse estilo são os festivais de música como o Rock in Rio, Lollapalooza e Choachella. Entre as fashionistas que adotam esse estilo não posso deixar de destacar as gêmeas Olsen, a modelo Alessandra Ambrósio e, claro, a fotografa Jenah Yamamoto, defensoras do Boho Chic.
Gostaram?
Beijos de salto, Rafa.



   


   Já tinha alertado em outro post sobre as tendências de sapatos da temporada verão, mas ontem, vi um post em outro site e resolvi reblogar (dando os créditos, é claro).
   O visual mais "normcore" - normalzão - é a pegada da vez. As pessoas estão deixando de lado super produções para usar um visual menos poluído, mais anos 90 com um look bem minimalista. O conforto vem disparado em primeiro lugar. 
   Colaborando o que falei acima,  vamos encontrar produções mais lights - pelo menos nos pés. Falei de birkins, gladiadoras (rasteiras), alpargatas (que hoje chamam de espadrile), slippers, os slip on (aqueles tênis sem cadarço) e para quem curte saltos, temos os sapatos com salto grosso (tipo dos anos 70). Só não tinha falado dos tênis. Simmmmm. Há que não curta (eu eu eu), mas as semanas de moda - seja no exterior ou aqui no país - apontaram o tênis branco como a nova tendência dos pés; seja com saia, com vestido ou shortinho. Escolha seus pares e vamos as fotos!!!


imagens do site Steal the look




Beijos de salto, Rafa.



   Há alguns dias, postei na fan page de outro blog minha opnião acerca de madrinhas super mega huber bem vestidas. Sou super a favor. Como disse por lá, ninguém tem culpa da noiva ir mal vestida ou ir vestida para um casamento junino. Quero que todos meus convidados (quando eu casar) estejam absolutamente lindos, sobretudo as minhas madrinhas.
   Referido comentário surgiu em razão das fotografias que a blogayra Thássia postou na sua conta no instagram. Gosto de alguns looks da blogayra. Às vezes, ela exagera, mas gosto dela porque ela ousa; sai do padrão comum. Tenho uma amiga que vai dizer "claro, porque ela tem dinheiro". Mas aí a gente se recorda da Paula Fernandes e constata que ela tem dinheiro, só não tem bom gosto,hehe.
   Separei uns looks para madrinhas estilosas sambarem na cara da sociedade,hahaha. Confiram:







 imagens: Noiva de evasê,  blog da Thássia e Fashionismo









Gostaram???
Beijos de salto, Rafa.


   Pergunte a uma mulher se ela quer perder uns dois quilinhos e provavelmente a resposta será YES!!! Agora, pergunte se ela está contente com a dimensão dos quadris e, certamente, vai ouvir um não. Influenciadas pelas medidas de modelos e personalidades, mulheres fora desses universos vivem brigando com os volumes do corpo, em especial os localizados na região do quadril. Há aquelas que querem aumentar; outras, querem diminuir. 
   Bem típico da mulher brasileira, quadris largos podem se tornar um fator definitivo na hora de escolher o look ideal. Muitas mulheres que possuem essa característica em seu tipo físico enfrentam dúvidas na hora de se vestir. Graças ao aumento do acesso à informação, hoje, você consegue encontrar dicas em revistas, jornais, blogs, portais e, até mesmo, em redes sociais. Fiquem sabendo que há truques os quais ajudam a disfarçar quadris mais avantajados, além de outros que tiram a atenção dos culotes.
   Entretanto, é preciso ter cuidado porque há inúmeras peças que não valorizam a região e podem estragar o visual. Confira alguns segredos para aprender a valorizar melhor a região dos quadris.

1. Não conhecer o próprio corpo
Tire um tempinho para se medir. Meça seus ombros, cintura e quadris. Se a parte de baixo for mais volumosa do que os ombros, aí sim, você pode dizer que tem quadris grandes. Se apenas achar a região avantajada, mas a medida for próxima à dos ombros, então a silhueta é equilibrada (a chamada ampulheta) e não é preciso se preocupar tanto em disfarçar quadris e culotes.

2. Evite a todo custo usar calças de cintura baixa
Esse tipo de calça além de deixar sua barriga saltando para fora e deformar seu corpo, faz com que alargue (aumente) mais ainda o tamanho dos seus quadris, pois criam uma linha em uma das áreas mais largas do corpo. A cintura deve estar um pouco abaixo do umbigo. 

3. Evite calças claras e cheias de detalhes
É importante ressaltar que esse tipo de peça só deixa mais evidente a região. Opte pelas cores mais escuras e discretas.  No caso dos jeans, opte pelas lavagens mais básicas. Nada de efeitos estonados na região dos quadris, por exemplo. Evite estampas, bordados, pregas e aplicações, mesmo que discretos. Não é para abolir a calça colorida (Restart feelings), só opte por cores mais escuras, como Bordeaux (o atual burgundy). Lembrando que modelos com brocado ou brilho destacam mais e mais a região.

4. Evite calças justas justas e afuniladas
Não sou lá fã de calças skinny ou retas. Fico me sentindo mais "coxuda" ainda. Sempre prefiro as open boot, mas se você quer usar, opte pela calça que tiver as pernas retas, com comprimento longo, quase chegando ao chão.

5. Calças cheias de bolsos
Fuja de elementos que confiram ainda mais volume aos quadris e evite detalhes abaixo da cintura, principalmente aqueles localizados bem na frente. Além de não agregar o visual, polui a estética do seu corpo atraindo mais atenção ainda para o quadril.

6. Saias justíssimas
Opte pelas peças evasê (aquelas que vão abrindo as poucos) e de tecidos mais fluidos. Melhor se forem levemente rodadas estilo lady like.

7. Comprimento míni
Seja saia ou vestido, quanto mais curto, a peça lhe dará mais ênfase aos quadris. O comprimento ideal é na altura dos joelhos.

8. Volumes
Não caia na tentação de usar babados (peplum) ou qualquer outro detalhe que fique localizado na região dos quadris. Aproveite para chamar atenção para os ombros!!! Aumentar os ombros é uma ótima maneira de disfarçar o quadril, pois irá deixá-lo mais proporcional à largura de baixo, equilibrando a silhueta como um todo. Você pode fazer isso usando ombreiras e mangas mais volumosas, peças mais largas e maiores em cima, decotes horizontais (ciganinha, tomara-que-caia, pescador), estampas horizontais (listras, detalhes nesta direção), golas e mangas trabalhadas e afins. Se você quer disfarçar o quadril, deve trazer a atenção de quem a vê para a parte superior da silhueta destacando o rosto, cabelos, decotes e ombros ao fazer uso de maxi-acessórios (colares, brincos, broches), uma bela maquiagem, um penteado incrível, headbands, lenços & echarpes amarrados no pescoço, um óculos glamouroso ou colorido e assim por diante.

9. Contraste
Usar uma calça preta e uma blusa branca talvez não seja uma bolsa ideia. Quanto maior a diferença de tonalidade entre os itens, mais evidente fica a desproporção do corpo. Opte por combinações como cinza e bege ou tons de azul, por exemplo.

10. Blusas curtas
A região do quadril fica evidente com o uso de peças mais curtas. Prefira aquelas cujo comprimento pare na altura do ossinho do quadril ou acima dos joelhos. E, de preferência, acinturadas. É o que sempre digo: acinture tudo. Quanto às blusas cropped, estas podem ser usadas, desde que com uma calça cintura alta ou saia cintura mais alta.

11. Blusas justas
As peças mais coladas deixam mais evidente a diferença entre o volume do tronco e dos quadris. Por isso, dê preferência às peças que tenham texturas, detalhes   discretos, como drapeados na região do colo. Igualmente, não são indicados modelos de alcinhas e tomara-que-caia.

12. Acessórios no lugar errado
Nada de cinto na altura dos quadris ou pulseiras largas porque os braços ao longo do corpo (soltos) deixarão os acessórios bem ao lado dos quadris destacando-os mais ainda. Quando cortamos o quadril com cintos, alturas de blusas ou partes de cima muito contrastantes com a parte de baixo, além de achatarmos as pernas, é exatamente nestes cortes que o olho de quem nos vê subconscientemente nos mede, interpolando o restante baseado nesta medida. Sendo assim, o ideal é que você faça os cortes onde é mais fininha, para consequentemente parecer mais fininha como um todo, né? Desse modo, o cinto nunca deve cortar seu corpo na parte mais larga do quadril, mas sim preferencialmente na cinturinha fina, que é bem mais acima, ou no cós da calça. Do mesmo jeito, se você usar uma blusa bem contrastante com a calça ou saia, que ela pare em uma parte onde seu quadril é mais fino, né? E não na parte mais larga. Todo e qualquer corte nesta linha mais larga só irá aumentar a região. Vamos conferir algumas imagens de inspiração????

 





















Gostaram???
Beijos de salto, Rafa.