Se eu pudesse, em dias frios, levaria o meu cobertor para a rua. Pena que não dá,hehe. Acontece que a moda não anda tão distante dos nossos desejos íntimos e está começando a priorizar o conforto ao invés da "shape". Agora e a vez dos formatos mais amplos, tecidos macios, fofinhos, felpudos (não, não estou falando dos meus gatos) e tons neutros. 
   Nos últimos desfiles encontramos peças nos tons de cinza (seria alguma pré moda ao filme?). Outra tendência forte são os tons pastéis, tal como o rosa bem clarinho que invade na escolha dos sobretudos.
   A dica que vou passar para voces é sobre o tricot; peça que tem aparecido bastante nas passarelas internacionais e tem tudo para dar certo por aqui.

Céline (Paris), Michael Kors (NY) e Stella McCartney (Paris) - coleções inverno 2015

   Grifes conhecidas por suas peças produzidas em alfaiataria bem mais refinada deram espaçõ para as peças mais "relax" as quais emanam aconchego e tranquilidade. O inverno lá no exterior já acabou, mas as propostas aparecem nas passarelas para o próximo ano e podemos acompanhar as fashionistas de rua.


   Como eu escrevi acima, há o predomínio das cores clarinhas e neutras. Percebi, também, peças bem maiores que o normal e sem estampas ou aplicações em cima do tricot. A ideia é de que o visual fique bem "clean" e transmita tranquilidade, além de equilíbrio à peça.
   A dica que costumo frisar é que se optar por um tricot de formato bem grande, use com uma calça mais colada ao corpo para não criar a impressão de excesso de peso. Os saltos bem grossos ou botas de montaria são super bem-vindos.
   Aqui no Brasil podemos ver algumas blogayras (mais famosas) abusando dessa moda do maxi tricot. Aproveitem!!


beijos de salto, Rafa.


Deixe um comentário