Olá, meninas. Toda vez que eu posto alguma coisa sobre botas "over the knee" (acima do joelho), sempre tem alguma baixinha que reclama nos posts. Para resolver a situação, vou  publicar um post do blog "Chata de Galocha", no qual ela narra quais melhores jeitos de usar esse tipo de bota para quem é de pequena estatura. Vamos conferir?


   Em primeiro lugar, vocês precisam saber que existem sim alguns tipos de looks que funcionam melhor pra baixinhas na hora de usar a otk. Mas queria dizer que não é porque alguns tipos de combinação ajudam a alongar a silhueta que baixinha só pode usar otk assim. Vou contar quais são e no final vocês vão ver que não é sempre que sigo isso – tem vezes que gosto do look e não ligo de parecer baixinha, hahah, qual o problema, né?



   O jeito mais fácil de alongar a silhueta ao usar a otk é combinando com um look monocromático, da mesma cor da bota. Aqui embaixo os looks são todos pretos, e combinados com a bota preta a sensação é de silhueta mais longa – o olho não encontra barreiras no look, sabe? Ele vê uma cor só de cima abaixo e percorre a roupa sem parar. Se você usar calça da mesma cor ou meia calça melhor ainda, mas um pedacinho da perna aparecendo não é problema, não quebra o efeito.





   A segunda maneira é combinando a bota de uma cor com um look inteiro de outra cor. Não importa se é vestido ou, como no caso do segundo look, um short e blusa que são praticamente do mesmo tom. A gente enxerga um bloco longo em cima e outro embaixo, então a sensação é de silhueta mais longa.



                        
    E o terceiro jeito é combinar a parte de baixo com a cor da bota. Bota preta = short ou saia pretos, para assim criar uma parte longa embaixo. É bem engraçado pensar que a gente consegue enganar o olhar assim, heheh, mas ao usar a parte de baixo escura com a bota do mesmo tom você faz com que o outro interprete como uma coisa só. De novo, se usar com meia calça é ainda melhor, mas a faixinha de perna aparente (que no caso vai ser bem menor do que essas da foto, as meninas são altas!) não atrapalha o efeito.

    Bom, agora se você voltar na primeira imagem vai ver que eu sigo essas dicas na maior parte dos looks, mas algumas vezes acabo quebrando – não gosto de me sentir presa a regras, apesar de achar importante conhecê-las para quebrar com consciência. No look com o short de onça eu usei um blazer por cima que ameniza a ‘quebra’ da silhueta pelo short diferente, repararam? E no look da saia amarela não usei nada que alongasse – e curiosamente vocês super gongaram quando postei heheh!

    Uma outra coisa que acho importante é escolher a bota de altura certa – botas muito compridas (dessas que vão até o topo da coxa!) são complicadas pra quem é baixinha porque parecem ‘engolir’ a pessoa – proporção é tudo nessa vida e vale a pena experimentar várias botas até achar a que funcione melhor pra você.


                                                                            Gostaram? Testaram? Beijos de salto, Rafa.


Deixe um comentário