O Cardigan é uma peça que pode ser usada tanto no verão (climas frescos,ok) e no friozinho. Quem diria que ele surgiu no uniformes de oficiais britânicos!! Tudo de bom esses uniformes ou roupas de guerra. Vejam que o Trech Coat, também, é oriundo da 2ª Guerra. 
   Pois bem, graças à Chanel, agora, o cardigan ou cardigã, também, é nosso, e não só dos homens. Aliás, para ser sincera, nunca vi homem usando cardigan, aqui no Brasil, uma vez que ele aparece mais nos guarda-roupas das mulheres, mesmo sendo originalmente uma peça masculina.

   Separei algumas fotocas (do Just Lia) para vocês se inspirarem em como fazer produções com a peça. Se vocês forem usar o cardigã alongado, é importante lembrar que ele precisa ultrapassar o quadril e, alguns, chegamr até o tornozelo. Pode até assustar um pouco no início, mas a peça é versátil, acredite. Os cardigãs longos podem ser usados com vestidos, saias e shorts mais curtos. Ou com saias e vestidos mais compridos e calças e a vantagem é que ele consegue se adaptar muito bem à roupa de trabalho e ao momento de lazer.

   Eu gosto de usar (dependendo da situação e do local no qual vou) com a cintura marcada (com um cinto fininho, cor caramelo, de preferência),mas há dias nos quais uso solto mesmo. Vejam que eu tenho a "comissão de frente" avantajada. Então, para não dar a impressão de barriga sobressaltada, gosto de marcar a cintura (para criar a ilusão de corpo acinturado, violão). Entretanto, atualmente, não se usa com o cinto por fora marcando a cintura – a graça está na peça soltinha, tipo uma capa. E, se estiver um frio mais intenso, vale colocar o cardigã por baixo de outra peça, como uma jaqueta. Vamos às inspirações???











Gostaram das inspirações???? Beijocas de salto, Rafa.


Deixe um comentário