Ao final de cada dia me pergunto se aquelas 24 horas foram bem vividas. Detesto desperdício, e um dia mal vivido é o maior despedimos de todos! Nos últimos dias, se você vive neste planeta, deve ter visto a capa da Vanity Fair americana com Caitlyn Jenner.

    Na entrevista, uma frase me chamou a atenção. Ela diz:  “Se eu estivesse no meu leito de morte e tivesse guardado esse segredo toda a minha vida e nunca tivesse feito nada sobre isso, eu pensaria: ‘Você jogou fora toda a sua vida. Você nunca lidou consigo mesmo, e eu não quero que isso aconteça.” Estas palavras, vindo de uma pessoa que ganhou a medalha de ouro na Olimpíadas, casou-se três vezes e tem seis filhos! 

 
    Mas apesar da presenta contradição, acho a sua atitude nobre, correta, justa! Fiquei pensando se estou ou não desperdiçando a minha vida… O estar bem consigo mesmo,dentro da tua pele, tem muito mais a ver com a cabeça do que com o exterior. Caitlyn ainda tem um pênis, mesmo sendo mulher. (Existem regras que estabelecem o quanto você tem que se transformar para se considerar de um ou do outro sexo.) Bruce havia algo chamado de dyxphoria de gênero. Ele nasceu homem apesar de ser mulher. Mas isto não afetava a sua sexualidade. E Caitlyn decidiu ficar com um pênis. (Estudos aconselham esperar um ano depois da transformação antes de decidir quanto a este último aspecto.) .








    Mas para a minha ou a tua dificuldade, seja esta qual for, podemos usar a tecnologia? Acredito que sim! Mas de nada serve sem a determinação e sem sabermos o que queremos. O poder da NOSSA escolha tem que vir junto com a ciência do que queremos. Esse texto não é meu. Não sei se vocês sabem, mas gosto de acompanhar a família Kardashian. Esse texto é da Consuelo (Pascolato Blocker)!!! Gostaram? 
Beijos de salto, Rafa. 


Deixe um comentário