Não acho, efetivamente, que seja uma tendência a gola cacharrel ou gola rulê, como tem sido falada. Quem mora em locais de muito muito frio, esse tipo de roupa (que se estende até o pescoço) é usada em todo inverno.
   Entretanto, conforme foi mostrado nas passarelas (nas coleções de inverno), as roupas com esse tipo de extensão no pescoço chamaram a atenção.







   As blusas de gola alta, talvez a peça mais comum dentro do estilo, são excelentes pelo fator funcional (de esquentar), além de serem um marco, super estilosas e que podem ser utilizadas até em dias mais quentes.












   Mas não são só as blusas que se destacam. Além do cacharrel, é comum encontrar as golas altas em malhas, pulôveres e até em vestidos. Blusas de manga curta e gola alta vão muito bem por baixo dos casacões, blazers, cardigãs e jaquetas de couro. E por falar em vestidos, os modelos de lã com gola alta também podem ser uma boa opção, sendo que nas décadas de 60 e 70 os vestidinhos retos em lã eram hits. Esse estilo vintage é interessante, desde que bem combinado.











   Quando eu era pequena não tinham muitas opções. Hoje, há uma grande gama de modelos e materiais (tecidos) para esse tipo de blusa. Tem até versão cropped. Só importante tomar cuidado que pessoas acima do peso (e com o rosto redondinho) tendem a ficar mais encurtadas, porque encobre a região do pescoço. No mais, é só se inspirar e abusar da "tendência".

Beijos de salto, Rafa.


Deixe um comentário